• Alexandre Tatsuya Iida

Nodoguro|ノドグロ

Atualizado: 12 de Dez de 2019


Este dia do Circuito do Sake 2017 foi tenso. Na noite anterior em Yokohama, a gente comeu vários rámens feito um refugiado e bebemos até cair no Yokohama Highball.

De manhã cedo, já a bordo do ônibus rumo à Tokyo, foi um dia inteiro de turismo. Kappabashi, Tokyo Skytree, Santuário Asakusa e no jantar, o Restaurante NODOGURO.

A casa tem o nome de um peixe famoso, raro, caro, e restrito a uma época do ano. AGORA NO JAPÃO! A partir da 2º quinzena de outubro.

Trata-se de um peixe da família do Robalo, um peixe pequeno, extremamente gorduroso, mas sem ser viscoso e pegajoso. Para se ter uma idéia, o nosso menu era um Omakasse que dava direito a um Sashimi desse peixe.

Fora que tínhamos 2 horas para beber o que conseguir. # garrafas de 1800ml da Nanbu Bijin Junmai Guinjo, que aqui custa 670,00 reais. Pagamos 20 dólares cada um.

O NODOGURO leva esse nome pela sua garganta escura. NODO = Garganta. GURO ou KURO = Preto. Além da gordura da barriga, entre a carne e a pele há uma camada generosa dessa gordura que se fizer sashimi, recomenda deixar a pele. Se maçaricar não terá a necessidade de mastigar. Só colocar na boca que derreterá deliciosamente para a nossa garganta escura.

Peixe nativo da província de Ishikawa, no gelado Mar do Japão. Vive a 100 à 200m de profundidade e se alimenta de camarões e lulas e pode atingir o seu tamanho máximo de 20cm. Em média tem de 10 à 15cm.

Pode-se assar, fritar ou desidratar. A melhor forma mesmo é o Shioyaki.

O peixe é tão gordo que os japoneses chamam de PEIXE-TORÔ, pela sua nobreza, sua gordura, raro e caro.

Serviço: UMAI SAKANA NODOGURO 〒160-0004 Yotsuya 1 Chome 7 - 2F, Shinjuku, Tokyo, Japão

#nodoguro #peixe

Logo.png
LOGO BRASIL.png

© Adega de Sake 2004. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total das informações