Umeboshi|梅干し

 

Dois leitores me sugeriram este tema do UMEBOSHI. O Chef Juliano Komay do Restaurante Sukiyaki em Ponta Grossa, Paraná. A outra pessoa preferiu manter o anonimato trazendo uma dúvida de uma experiência que ele havia feito e não deu certo:

 

”Alexandre, tentei fazer o licor UMESHU e não deu certo. Será que usei a ameixa errada? Coloquei o UMEBOSHI errado?”

 

Bom, vamos por partes: Nós temos a mania de ligar o UMÊ com o UMEBOSHI. Umê é o fruto base do Umeboshi que uma Conserva de Umê no Sal. Umê 梅 é da família do Damasco, embora chamada de Ameixa, que chegam no mercado brasileiro em outubro. Verdes e perfumados, deve deixá-los secando ao sol por 3 dias até ficarem amarelos. Coloque em um pote de vidro e coloque o Umê e sal, intercalando em camadas. Ou você pode salga-los antes, desidrata, e volte o pote com o mesmo soro que ficou no pote.

 

 

No mínimo 1 ano até 3 anos, para o Umeboshi ficar pronto. Notem que o verde, fica amarelo e depois âmbar à marrom. Muitos tem a lembrança de que o Umeboshi é vermelho. Isso graças à folha de Shissô Roxo, que tinge os frutos de vermelho. Aliás tinge roupa também, cuidado.

 

 

O simbolismo do Umeboshi é a Bolinha vermelha que colocado no arroz do bentô vira o HINOMARU 日の丸 ou Bola de Sol. O branco do arroz com a bola vermelha, retrata a bandeira do Japão.

 

Também representa a longevidade e a cura. O suco do Umê era desinfetante e cicatrizante. Um excelente antioxidante que não deteriora de jeito nenhum. Então os japoneses comem adoidados. Como prova disso, na província de Nara, uma família mantem curtido durante gerações, um pote de umeboshi desde 1576, ou seja 442 anos atrás. Como o fruto é tão precioso que ninguém (nem a família) comeu. Porém de um outro pote mais jovem curtido no período Edo, o umeboshi de 247 anos atrás, apresentava os padrões normais de sabor. Um verdadeiro highlander.

 

Não só o Umeboshi que é ácido e salgado, também se faz o HATIMITSU UMÊ, geléia de Ume adoçado com Mel. O com Shissô Roxo tingindo o Umê de vermelho é o SHISSO UMÊ, curtido no Kombu é o KOMBU UMÊ, curtido com Açúcar mascavo é o KOKUTOU UMÊ.

 

Agora respondendo ao amigo anônimo, para fazer o UMESHU 梅酒, primeiro não poderá perder o momento exato em que o Umê chega o mercado VERDINHO. Isso mesmo, quanto mais fresco o Umê melhor. Coloque o Umê em um pote e despeje White Licor de 35% de grau alcoólico e acúcar em pedra. Pode substituir por uma cachaça jovem também e deixe curtido por 1 ano.

 

 

Para quem planta o Umê, já deve saber que não pode pegar o fruto do pé ou comer os que caíram no chão. Pode provocar um verdadeira intoxicação alimentar, devido à forte toxina que o fruto tem. Durante a 2º Guerra Mundial, crianças morrendo de fome, eram atraídas pelo delicioso aroma do Umê, comiam do pé e alguns chegavam a morrer.

 

Cuidado, hein?

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

ONGAESHI |恩返し

14.11.2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

16.05.2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook
Logo.png
LOGO BRASIL.png

© Adega de Sake 2004. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total das informações